12 de mar de 2010

***NA PANELA no Rio de Janeiro*** [1]




O McDonald's acaba de lançar uma promoção de olho nos fãs da saga "Crepúsculo". Quem for a uma filial da rede e pedir um trio do Chicken Classic (R$14,00), Chicken Club Bacon (R$15,00), ou Chicken Lemon (R$14,50), nas versões crispy ou grill, com guaraná, ganha um DVD do filme "Crepúsculo".


Sabor que vem dos EUA
O Johnnie Pepper, na Barra (2421-9786), criou seu menu executivo para almoço. De segunda a sexta-feira, o cliente paga R$29,50 e pode escolher uma salada, um prato principal e refrigerante (refil). Para quem prefere um drinque sem álcool, a boa é o novo Blueberry Lemonade, direto dos EUA, que leva limonada, essência de limão e suco de morango (R$17,00).
Sanduíches fazem sucesso no reino do bacalhau


O tradicional Rei do Bacalhau da Ilha (2466-2833) se rendeu à praticidade dos sanduíches. A casa tem opções como o Club Rei, com filé mignon, mussarela de búfala, tomate seco e rúcula, a R$16,80, e o Club Vip Rei, que leva filé de frango, mussarela de búfala, tomate seco, alface americana e molho caesar, a R$23,80.

Drinques Congelados
Com as altas temperaturas, a Sorvete Brasil em Ipanema (2247-8404), lança frozen drinques refrescantes. As novidades congeladas (como sugere o nome), podem ser de tangerina com vodca (R$9), amora com espumante (R$12), maracujá com cachaça (R$12), coco com vodca (R$9) e cajá com cachaça (R$12).

Sem açúcar e com prazer
A padaria Artesano, na Tijuca (2208-8351), lançou a linha Prazer Sem Açúcar. Entre as doces sugestões, tem minitorta de maçã e amêndoas a R$8, bolo de fubá, laranja e biscoitos amanteigados (R$6,50, 1oog), bolo de cenoura de chocolate (R$7, 100g) e welsh cake, uma espécie de bolacha feita de passas (R$6, 100g).

A carne de avestruz, exótica tem vez no Castelo do vinho
No cardápio do Castelo do Vinho, em Jacarepaguá (2424-7700), agora tem carne de avestruz. A opção exótica, tem sabor bem marcado, baixo teor de gordura e poucas calorias. Na casa, uma boa sugestão é carne de avestruz com risoto primavera (preparado com arroz arbóreo, cenoura, ervilha e queijo parmesão ralado), que custa R$38,00


Japonês no cardápio
No bufê a quilo do Blumenau Grill, no Madureira Shopping (2488-1284), agora tem comida japonesa. Entre as opções orientais, sushis e sashimis variados, além das delícias quentes como o hot filadélfia (R$24,90 o quilo).

SARDELA


Italiana ou Brasileira?
Se tem um antipasto que gosto muito e recomendo, é a famosa Sardela com pão italiano, um belo aperitivo pra tomar cerveja e bater papo antes do almoço.

Aliás, se juntar a sardela com uma porção de azeitonas pretas e um parmeggiano acompanhado de um bom vinho, promovo isso tudo a uma refeição completa substituindo até mesmo o jantar.
Mas afinal, essa Sardela que conhecemos e adoramos é italiana ou brasileira?

Bom, Sardela ou Sardine: em italiano significa sardinha, que é a base de preparo do antipasto, porém na Itália não há nehuma receita com este nome.
A sardela é uma espécie de pasta que, além do peixe, leva também azeite, pimentão, tomate, pimenta e outros temperos.

Existe uma receita bem parecida na Itália, originaria da Calábria, que leva anchovas recém-nascidas, chamadas de "bianchetti" que são curtidas dentro vidros por muito tempo em salmoura e misturadas com pimenta preta, pimentões e azeite, conhecida como Murstica, ou também como Caviar Calabrese "Calabrese caviar" ou Rosamarina

Provavelmente o que realmente aconteceu, foi que com a chegada dos Italianos em São Paulo, muitas das receitas originais acabaram sendo mudadas por causa dos ingredientes, era muito difícil ou até mesmo impossível achar os verdadeiros ingredientes Italianos aqui no Brasil, ainda mais naquela época. Isso aconteceu com vários pratos Italianos que hoje são feitos no Brasil com ingredientes substituídos, um certo movimento de tropicalização dos pratos. Por exemplo, aqui no Brasil o molho Pesto é feito com amêndoas e não com o Pinoli, o ingrediente original.

Teoricamente, isso foi o que aconteceu também com a Sardela, ela foi adaptada da receita original de Murstica da Calábria, substituindo-se o peixe Bianchetti pela Sardinha, muito mais fácil de encontrar e muito mais barato aqui no Brasil, sendo assim, rebatizaram o antipasto com o nome do ingrediente principal em italiano - Sardela.

Provavelmente a explicação definitiva para a origem da Sardela nunca será revelada, mas uma coisa é certa: esta mistura tipicamente mediterrânea que foi levada por Árabes para a Calábria há centenas de anos e depois trazida por Italianos para o Brasil, definitivamente é mezza italiana e mezza brasiliana.

Receita de Sardela

Ingredientes:
5 pimentões vermelhos em conserva
3/4 xic. de azeite de oliva extra virgem
1 lata de sardinha sem pele e sem espinhas conservada no azeite (aprox. 125gr)
3 colheres cheias de sopa de alho picado
3/4 xic. cha de vinho tinto (pode usar o branco)
1 colher de sopa de orégano seco
1 pitada de pimenta-do-reino moida
1 lata de tomate pelado
2 colheres de sobremesa rasa de pimenta calabresa

Modo de Fazer:
Bata tudo no liquidificador ou processador,coloque numa panela para refogar por uns 30 min. até desprender do fundo. Deixe esfriar e leve a geladeira. Sirva após 2 horas.

Dica: você pode utilizar o aliche "alici" ao invés da sardinha, fica muito bom.