23 de out de 2010

RIO RESTAURANT WEEK


Rio sedia a terceira edição do RIO RESRAURANT WEEK entre os dias 18 à 31 de outubro.
A novidade deste ano são as sugestões de harmonização de cervejas e vinhos com os menus dos restaurantes com as diferentes versões da cerveja Devassa com os vinhos Santa Helena.
A receita é simples: entrada, prato principal e sobremesa a um preço fixo, igual em todas as casas participantes .
Almoço: R$ 27,50 + 1
Jantar: R$ 39,00 + 1
Este um real acrescentado à conta será destinado a uma importante entidade beneficente, como ocorre em todas as cidades. No Rio, a entidade beneficiada será o RETIRO DOS ARTISTAS.
O circuito RESTAURANT WEEK nasceu há 18 anos em Nova York e desde então, acontece em mais de 100 cidades ao redor do mundo.
Essa é uma excelente oportunidade para os apreciadores da boa gastronomia degustarem diferentes opções de menu em restaurantes diversificados espalhados por toda cidade maravilhosa.

RESTAURANTES PARTICIPANTES

00 Cozinha Contemporânea - Gávea
Applebees - Barra Arab - Copacabana
Astoria - Leblon
Atoa - Barra da Tijuca
Bar d Hotel - Leblon
Barracuda - Aterro do Flamengo
Benkei Sushi - Ipanema
Bistrô Ouvidor - Centro
Bistrot Du Leme - Leme
Botequim - Botafogo
Branche - Copacabana
Caroline Café - JD Botânico
Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa - Flamengo
Deck Contemporâneo - Recreio
Doce Delícia Ipanema - Ipanema
Domenico - Leblon
Esch Café - Leblon
Felice Caffé - Ipanema
Fennel - Copacabana
Garden Restaurante - Ipanema
Gatto Rosso - Barra
Geisha Hi-Tech - Botafogo
Restaurante Castro Alves - Copacabana
Jasmim Manga - Santa Teresa
Joe & Leos - São Conrado / Rio Desing Barra
Kaiten - Centro
Kokyo - Ipanema
La Cigale - Leblon
La Finestra - Copacabana
Le Vin - Barra da Tijuca
Lebronx - Lelbon
Mamma Jamma - JD Botânico
Manekineko - Ipanema
Mensateria - Barra
Nam Thai - Leblon
Nomangue - Humaitá
Opium - Ipanema
Rancho Inn - Centro
Rosita Café - Barra
São Sebastião - Leme
Sawasdee - São Conrado
SKylab - Copacabana
Tabu Japanese Fusion - Leblon
Terrazas - Barra
Thai Wok - Barra
Tizziano - Barra
Via 7 - Ipanema
Vizta - Leblon
Zacks - Botafogo/ Centro
Zazá Bistrô - Ipanema

14 de set de 2010


No Rio de Janeiro entre os dias 17 à 26 de setembro, vale a pena visitar um dos 600 estabelecimentos da primeira edição do projeto " TÔ NO PÓLO".

Festival gastonômico que acontece simultaneamente com atividades culturais em 16 regiões da cidade, indo desde Paquetá a Barra de Guaratiba, passando pela zona sul, São Conrado, Barra da Tijuca, Centro, Benfica, Bangu e Campo Grande.

Promovido por polos gastronômicos, comerciais e turístico-culturais, o evento terá shows de música, dança e teatro, sessões de cinema, exposições e intervenções artísticas, roteiros culturais e históricos guiados, programas para o público infantil e festivais gastronômicos.


Polo Comercial de Benfica – 130 estabelecimentos participantes
Expo Cadeg – Gastronomia e decoração: ilumine o seu negócio

Polo Cultural e Gastronômico do Novo Rio Antigo – 30 estabelecimentos participantes
Polo Rio Antigo mostra a sua história

Polo Gastronômico da Tijuca – 12 estabelecimentos participantes
Orgulho de ser tijucano

Polo Gastronômico de Botafogo – 13 estabelecimentos participantes
Festival de primavera – Bota na mesa IV

Polo Gastronômico do Lido – 36 estabelecimentos participantes
O Lido é lindo

Polo Gastronômico, Cultural e Turístico de Santa Teresa – 45 estabelecimentos participantes
É de Santa que eu gosto

Polo Histórico, Cultural e Gastronômico da Praça XV – 20 estabelecimentos participantes
Vanguarda carioca

Polo Jardim Oceânico – Gastronomia, Turismo e Lazer – 30 estabelecimentos participantes
Sorria, você está na Barra

Polo Nova Rua Larga – 40 estabelecimentos participantes
Banho de Cultura

Polo Turístico da Ilha de Paquetá – 20 estabelecimentos participantes
Fim de semana em Paquetá

Polo Turístico de São Conrado – 11 estabelecimentos participantes

São Conrado é Tudo de Bom

Polo Turístico Gastronômico da Rua Jangadeiros – 7 estabelecimentos participantes
Primaveras de alegrias e tradição


Entre outros...

Fontes das informações:

http://diariodorio.com/to-no-polo/
http://visaocarioca.com.br/?p=11878


Bardana


A fama da bardana vem de muito tempo: os gregos a utilizavam como medicamento e nos tempos medievais ela era incluída em várias formulações destinadas à cura. Algumas referências sugerem que o seu nome científico "Arctium lappa" deriva do grego "arctos" (= urso) e "lambanô" (= eu tomo), em alusão ao aspecto peludo da planta.

A bardana é originária da Europa, mas tudo indica que o Japão foi o primeiro país a cultivá-la para o consumo mais intenso.A planta, pertencente à família das Compostas, também é conhecida popularmente como erva-dos-tinhosos, pegamassa, carrapicho-de-carneiro e carrapicho-grande. A bardana pode crescer de 50 cm a 2 m de altura e produz um caule robusto, com folhas grandes. As flores, de cor rosa-púrpura, surgem agrupadas em inflorescências (corimbos), os frutos (aquênios) são castanho-avermelhados e a raiz é comprida e carnuda. As raízes e sementes possuem sabor adocicado

No Brasil, a bardana é cultivada com fins comerciais para uso na alimentação, sendo comercializada em feiras-livres e até em supermercados.

As potencialidades da raiz da bardana estão concentradas na casca, tanto que a sabedoria popular afirma que ela não deve ser retirada, para que não sejam perdidas suas propriedades. Para usá-la, é preciso remover bem a terra, escovando-a, mas não descascando-a. Durante o cozimento, a coloração escurece, o que é normal, em razão do ácido tânico, uma substância sem sabor e inofensiva ao organismo. Para evitar esse escurecimento, é só deixar a raiz de molho em água com algumas gotas de vinagre ou limão.

PATE DE BARDANA

Raiz de bardana - 1 unid
Alho - 5g (1 dente)
Cebola - 60g (1 und)
Azeite - 20ml
Cream cheese - 200g
Shoyu - 50ml
Gergelim A gosto


1. Lave muito bem a raiz de bardana com uma escovinha para tirar os resíduos de terra.
2. Corte em fatias finas, sem descascar.
3. Refogue a cebola e o alho picados em azeite e acrescente a bardana fatiada.
4. Regue com um pouco de shoyu e deixe cozinhar até que a bardana esteja macia, mas não molenga.
5- Passe tudo num processador.
6- Despeje numa tigela e acrescente o cream cheese aos poucos, só até dar liga.
7- Prove. Se precisar, ponha mais shoyu, acrescente o gergelim.
8- Leve à geladeira.

3 de ago de 2010

Comida Di Buteco 2010

Com a correria do dia-a-dia, fiquei sem tempo de informar aqui no blog os ganhadores do Comida Di Buteco 2010.

A saideira que fez a festa da baixa gastronomia, foi no mês passado e anunciou os cincos melhores. O Comida di Buteco 2010 reuniu 31 petiscos concorrentes.


1º lugar : Petisqueira Martinho

Petisquim

1 k - carne de siri limpa
600g - mexilhão cozido
200g - camarão cozido
200g - lula cozida
200g - polvo cozido
300 g - cebola
300g - pimentões coloridos
300g - cheiro verde picado
70g - alho
200g - maionese
140g - catupiry
250ml - azeite
ovo - p/ pincelar
queijo parmesão ralado - p/ polvilhar

* reservar 100ml de azeite e 20g de alho para preparar o recheio de frutos do mar

Modo de Preparo:

Massa de carne de siri:
refogue no azeite os temperos e adicione a carne de siri, deixando refogar bem. Acrescente o cheiro verde e por fim a maionese . Reserve

Recheio de frutos do mar:
frite o alho no azeite e adicione os frutos do mar cortados e já cozidos. Ao final, acrescente o catupiry.

Em uma casquinha de vieira, faça uma base fina com a massa de siri, posicione o recheio no centro e cubra novamente com a massa de siri. Pincele com gema de ovo e polvilhe com queijo ralado. Enfeite com um camarão no centro da casquinha.

Leve ao forno pré aquecido por no máximo 15 minutos.

Para enfeitar o prato, utilize um siri inteiro, um camarão inteiro e 3 mexilhões (cozidos em água e sal). A casquinha fica no meio do prato com os frutos do mar em volta. Enfeite também com tiras de pimentão colorido, salsa crespa e limão.

Rendimento: 15 a 18 unidades (dependendo do tamanho da casquinha de vieira)

Petisquira Martinho
Praia do Jequiá 33 - Ribeira
Ilha do Governador - Rio de Janeiro



2º lugar - Da Gema

Fondue da Gema
Rua Barão Mesquita, 615, Lojas C e D,
Rio de Janeiro RJ



3º Lugar - Original do Brás

Brasileirinho Original
Rua Guapore, 680, Lojas A e B
Brás de Pina, Rio de Janeiro RJ



4º Lugar - Aconchego Carioca

Futrica na Roça
Rua Barão De Iguatemi, 379, A,
Praça da bandeira, Rio de Janeiro RJ



5º Lugar - Nordestino Carioca

Caldo de Caridade
Av. Sargento Carlos Argemiro Camargo,
49. jacarepaguá (Anil), Rio de Janeiro RJ



Somaram o total de 30.357 votantes que ajudaram a eleger os cincos melhores petiscos junto ao juri especializado. Durante a premiação, o idealizador do evento Eduardo Maia anunciou o Bar Urca como o mais votado popularmente e o Sabor da Morena o que levou mais pessoas a Saideira. Edurado também divulgou o feijão preto, a carne seca, a farinha de mandioca e a laranja como os quatro ingredientres a serem tema dos petiscos do próximo Comida di Buteco.

28 de jul de 2010

MUSSAKA GREGA

Borges Brasil realizando mais um concurso de receitas no facebook... Adoro ganhar os prêmios deles já contabilizei 4 garrafas... rsrs

Já fiquei sabendo do novo concurso que será o de receitas para o dia dos pais, enviei a minha e desde já estou na torcida por mais 1 garrafa do maravilhoso Azeite Borges.

A minha receita foi a : MUSSAKA GREGA

É um prato típico da Grécia, semelhante à lasanha de berinjela. É conhecida também na gastronomia árabe, mas as receitas grega e árabe possuem uma diferença básica, os árabes não usam batata.


MUSSAKA GREGA






ingredientes

Berinjelas - 800g (4und)
batata (cortadas em palito) - 500g
carne moida - 500g
tomate - 3
cebola - 2
casca de laranja - 1 und
folha de louro - 1 und
alho - 1 dente
cravo - 1 und
Canela em pau - 1 und
noz moscada - a gosto
queijo ralado
Azeite Borges - 50ml

preparo


1. Berinjela: Lavá-las, cortá-las em fatias ao comprido, e deixar 1 hora em água e sal (para sair o sabor amargo) em seguida, enxugar, enfarinhar e fritar em azeite Borges quente até dourar. Reservar.

2. Carne Moída: Esquentar o azeite Borges na panela, dourar a cebola, colocar a carne moída e mexer por 10 minutos. Adicionar os tomates picados, alho, sal, louro, pimenta do reino, cravo, canela em pau, e a casca de laranja. Deixar cozinhar por 30 minutos e retirar no final o cravo, a cenela e a casca de laranja. Reservar.

3. Montagem Final:
Untar uma assadeira azeite Borges e monte nesta ordem: uma camada de berinjela, uma de batata frita, uma de carne, uma de berinjela, uma de batata, queijo ralado, cobrir com o molho bechamel e queijo ralado por cima, fio de azeite Borges. Gratinar no forno.

molho bechamel
Azeite Borges ou manteiga - 1 colher de sopa
farinha de trigo - 1 colher de sopa
leite - 120ml
pimenta e noz moscada - a gosto
numa panela em fogo baixo, derreta a manteiga e junte a farinha de trigo, mexendo sempre.
incorpore o leite aos poucos e continue mexendo sempre.
mantenha o fogo brando ate que o molho fique espesso, tempere com sal, pimenta e noz moscada a gosto.

Votem na minha receita - MUSSAKA GREGA - no facebook da BORGES

10 de jul de 2010

WHOOPIE PIES



Eles vêm dos Estados Unidos, da região de Lancaster, na Pensilvânia. A região de Lancaster abriga a mais antiga colônia Amish dos Estados Unidos, e a criação dos Whoopie Pies (pronuncia-se uúpi páis) é atribuída a eles.

O bolinho que acompanha gerações em algumas partes dos EUA agora está se espalhando pelo mundo em lojinhas e docerias… o whoopie pie não é uma torta nem um bolinho, na verdade parece mais um sanduíche feito com duas partes de bolo de chocolate e recheio de creme de baunilha.



Whoopie nada mais é do que algo parecido com o macaron gigante ou com um cookie recheado e quando colocado na boca tem textura de bolo… Definí-lo ainda parece ser um mistério!! Mas a história real do whoopie começa em 1920, quando as esposas dos agricultores Amish ,começaram a fazer pequenos lanchinhos com os restos de massa de bolo para seus maridos.


Na clássica receita de whoopie, a massa é de chocolate com recheio de marshmallow ou butter cream. Mas o doce ganhou diferentes versões: pode ser feito de outros sabores, como baunilha, ou então decorados.


Esta delícia vem atravessando fronteira e encantando o paladar de quem o prova. E aos poucos vem sido inserido nos cardápios de grandes confeitarias no mundo inteiro.

Será que os whoopies vão tirar o reinado dos Cupcakes?

É o que diz o jornal inglês The Times, tendo uma matéria com o título: “O cupcake está morto. Longa vida ao whoopie”.

http://www.timesonline.co.uk/tol/life_and_style/food_and_drink/real_food/article7097540.ece


No Brasil ainda vamos ter que esperar um pouco para encontrá-los facilmente, mais os jornais e blogs americanos afirmam que os Whoopies vieram para ficar e invadir todo o mundo...


Para quem deseja ficar por dentro e aprender essa deliciosa novidade que são os Whoopies, no Rio de Janeiro a Escola de Gastronomia Hostess tera uma saborosa aula ensinando todas as tecnicas e recheios dos Whoopies no dia 16/07 - 8 as 12h .


Hostess Escola de Gastronomia
End.: rua General Caldwell, 276 Gr. 802
Tel.: 2221-0346
Centro - Rio de Janeiro
twitter: @hostessgastro
escoladegastronomiahostess@gmail.com


Se os Whoopies vão tirar o reinado dos Cupcakes ? Não e isso que queremos e desejamos, afinal tanto os Whoopies quanto os Cupcakes são deliciosos , queremos é mais que essas gostosuras invadam todo o mundo enchendo nossas vidas e nos satisfazendo com seus sabores únicos, doces e mágicos!



" Vida Longa ao whoopie !!! "

29 de jun de 2010

Hostess Escola de Gastronomia

Programação dos cursos da Hostess Escola de Gastronomia para o mês de julho

*Curso: CUPCAKE - 03/07 8 ÀS 12H

*Curso: Petit Fours - 09/07 13 às 17h

*Curso: Mini - Bolos - 10/07 - 8 às 12h

*Curso: Sonhos - 16/07 13 às 17h

*Curso: Focaccias e Ciabattas - 23/07 - 13 às 17h

*Curso: Macaron - 24/07 - 8 às 12h

*Curso: Pães Doces - 30/07 13 às 17h

*Curso: Modelagem com Pasta Americana - 31/07 - 08 às 12h


*Curso: Gestão De Restaurantes - inicio 05/07 2ª e 4ª 13 às 17h

*Curso: Cozinheiro Chef - inicio 05/07 2ª e 4ª 13 as 17h

*Curso: Tecnicas Em Organização de Buffets Para Eventos - inicio 20/07

*Curso: Pizzaiolo - inicio 20/07 3ª e 5ª 18 as 22h




escoladegastronomiahostess@gmail.com


Tel: 2221-0346 / 3576-5091

Rua: General Caldwell, 276 Gr. 802
Centro, Rio de janeiro - RJ





http://www.hostessgastronomia.com.br/


Acompanhe tbm pelo
Twitter a programaçao dos cursos da Hostess Escola de Gastronomia -
Twitter: http://twitter.com/hostessgastro


Hostess Escola de Gastronomia


18 de jun de 2010

ANTEPASTO DE BETERREBA

( a foto nao ficou muito boa... désolé, sorry ... mais o resultado ficou otimo !!! )

ANTEPASTO DE BETERRABA

INSUMOS

QUANTIDADE

Beterraba

220g (1 und)

Alcaparras

50g

Azeitonas verdes

100g

Limão siciliano

50g (1 und)

Azeite extra virgem

100ml

Manjericão

A gosto

Pimenta do reino

A gosto

Sal

A gosto

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS

1. Cozinhar a beterraba, descascar e cortá-la em brunoise. Acrescente sal e deixe-a em uma peneira por 1 hora (+ ou - ) para desidratar.

2. Após retirar todo liquido.

3. Temperar com azeite, a pimenta do reino, o suco do limão. Por as azeitonas (cortadas e s/ caroços) e a alcaparra.

4. Verificar o sal e deixar na geladeira curtindo de 1 (um) dia para o outro.


*** Fiz essa receita tbm com a beterraba ralada (no ralo fino) e ao invez de majericao , salvia o processo é o mesmo, apenas sem cozimento !!!

vale a pena experimentar ....


Contei com a grande e sabia ajuda do chef Ronaldo Rossi ...Grazie, Merci, Thanks ...
@ronaldorossi

TAPENADE



A tapenade é uma receita típica da região de Provence, no sul da França. O nome desta pasta a base de azeitonas, anchovas, alcaparras e alho vem de tapéno, que em provençal quer dizer alcaparra.


Há muitas versões caseiras e cada pessoa dá seu toque especial. O bom é que é fácil, mas muito saborosa.

TAPENADE


INSUMOS

QUANTIDADE

Azeitonas pretas

200g

Alcaparras

50g

File de anchova

50g

Alho

5g

Conhaque

1 colher de café

Azeite

150ml

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS

1. Processar as azeitonas, o alho, as alcaparras e a anchova.

2. Juntar o conhaque e depois o azeite em fio, mexendo sempre até obter um purê.


TAPENADE DE TOMATE SECO

INSUMOS

QUANTIDADE

Azeitonas verdes (s/caroço)

100g

Tomate seco

100g

Pinoles

80g

Alcaparras

50g

Azeite

50ml

Vinagre

5ml

Alho

5g

Pimenta do reino

A gosto

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS

1. Processar os ingredientes sólidos.

2. Juntar os líquidos pouco a pouco até obter uma pasta.


TAPENADE DE AZEITONAS PRETAS E FIGO SECO

INSUMOS

QUANTIDADE

Figos secos (sem o cabo)

90g (½ xícara)

Água

80 ml (¾ xícara)

Azeitonas pretas escorridas e picadas

150g (1 xícara)

Suco de limão siciliano

20 ml (1 ½ colher de sopa)

Mostarda com grãos

10g (2 colheres de chá)

Alho

5g

Alcaparras, lavadas, escorridas e espremidas para ficarem secas

9g (½ colher de sopa)

Alecrim ou tomilho fresco picado

1g (1 colher de chá)

Azeite de oliva extra-virgem

150 ml (½ xícara)

Pimenta do reino preta

A gosto

Sal

A gosto

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS

1. Numa panela média, cozinhe os figos com água em fogo bem baixo sem deixar a água ferver por cerca de 30 minutos, até que estejam bem macios. Coe e reserve o líquido.

2. Se for usar um processador: coloque no processador as azeitonas, figos, suco de limão siciliano, mostarda, alho, alcaparras e a erva fresca (alecrim ou tomilho) e pulse para criar uma pasta grossa/consistente. Vá colocando o azeite de oliva aos poucos até atingir uma consistência suave e a seu gosto. Tempere com pimenta e se necessário, sal. Se você quiser a pasta menos consistente, use um pouco da água do cozimento do figo.

3. Se for fazer manualmente num pilão: amassem no pilão as azeitonas com a mostarda, alho, alcaparras e a erva fresca (alecrim ou tomilho). Coloque então os figos e amasse. Assim que estiver uma pasta, adicione o suco de limão siciliano, o azeite de oliva e tempere com pimenta e, se necessário, sal e água do cozimento do figo.



Obs.: as quantidades de azeitona/alcaparra/anchova variam de receita para receita e dependem do sabor que você quer dar à tapenade - mais ou menos intenso. Há receitas que usam a proporção 200g de azeitona + 100g de alcaparra + 100g de filé de anchova. Adapte a sua ao sabor que mais lhe agradar.

As azeitonas pretas podem ser substituídas por azeitonas verdes. Também é possível fazer uma mistura meio a meio para suavizar o sabor das azeitonas pretas.

Outras opções de tempero: tomilho, mostarda, manjericão, suco de limão, ervas de Provence. Algumas tapenades usam também atum em conserva.

17 de jun de 2010

PASTEL DE ANGU


PASTEL DE ANGU

INSUMOS

QUANTIDADE

Água

1lt

Fubá

500g

Óleo

40ml

Ovo

1 und

Bicarbonato

1 pitada

Polvilho azedo

100g (½ copo americano)

Sal

A gosto



1. Coloque para ferver em uma panela, a água, o sal, e o óleo.

2. Assim que estiver fervendo (borbulhando) coloque o bicarbonato e em seguida vá acrescentando fubá e vá mexendo rapidamente com uma colher de pau para não embolar.

3. Deixe cozinhar um pouco.

4. Depois tire do fogo e vire numa mesa (pedra), acrescente á massa o polvilho e o ovo. Sove a massa ainda quente, até ficar consistente.

5. Enrole a massa em um pano de prato úmido depois dispense na mão um pouco de massa de angu suficiente para um pastel e com o polegar vá abrindo o centro da massa formando o local para receber o recheio coloque o recheio de sua preferência unte os dedos com óleo e feche o pastel, passe óleo na borda e com o polegar vá virando as beiradas para não abrir durante a fritura.

6. Fritar em óleo bem quente e não mexer até que comece a dourar.

7. Os pastéis deverão ser feitos a mão, a massa não deverá ser aberta com rolo ou máquina. A quantidade de óleo na panela deverá ser suficiente para cobrir os pastéis para fritá-los.recheie com carne moida, frango enfim com o que preferir...


ARROZ DE BRAGA


ARROZ DE BRAGA

O arroz pode até levar o nome de Braga, uma cidade ao norte de Portugal, mas o fato é que, por aquelas bandas, os garçons morrem de rir todas as vezes que algum brasileiro pede o prato em um restaurante. Em Braga, ninguém conhece o arroz de Braga! Há até uma piada que diz: "Há arroz em Braga, mas não Arroz de Braga". A origem mais provável do nome dessa receita é a seguinte: um senhor português veio para o Brasil e começou a fazer um prato em seu restaurante muito comum das terras lusitanas, o arroz de pato à moda de Braga. Mas, por aqui, o pato não fez lá muito sucesso no paladar brasileiro e o dono da receita decidiu modificá-la, trocando o pato por frango e lingüiça. Não se pode afirmar com certeza que essa receita seja de origem portuguesa. O mais correto é que ela tenha inspiração em um costume da cozinha lusitana. Antigamente, famílias portuguesas aproveitavam o que sobrava do cozido do dia anterior e faziam um risoto, adicionando alguns legumes.


INSUMOS

QUANTIDADE

Água

440 ml (2 xícaras)

Caldo de carne

440 ml (2 xícaras)

Toucinho fumado (picado)

100g

Linguiça

150g

Paio

1 und

Cebola (brunoise)

200g

Sobrecoxas de frango

4 und

Óleo

40ml (2 colheres)

Arroz

400g (2 xícaras)

Repolho

130g (1 und peq.)

Tomate (brunoise)

160g

Sal

A gosto



PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS

1. Corte a linguiça e o paio em rodelas e reserve.

2. Aqueça o óleo, frite nele o toucinho e junte o frango, fritando até ficar bem dourado.

3. Acrescente o paio e a linguiça e frite mais um pouco. Junte o arroz previamente lavado e seco e deixe refogar durante alguns minutos.

4. Despeje o caldo e a água a ferver e quando levantar fervura acrescente o repolho cortado em pedaços grandes e o tomate.

5. Diminua o fogo e deixe cozinhar durante aproximadamente 15 minutos, até que a superfície apareça seca.

6. Abafe a panela e deixe descansar 10 minutos antes de servir.